A borralheira da educação: a tabuada e o conhecimento decorado

Uma observação freqüente na clinica de transtornos de aprendizagem diz respeito a jovens cursando o ensino médio ou a universidade e que não aprenderam a tabuada. São jovens que precisam contar nos dedos para resolver problemas aritméticos simples. A dificuldade com a aprendizagem dos fatos aritméticos é um dos sintomas mais importantes de discalculia do desenvolvimento. Continuar lendo

Evolução da inteligência: hipótese da supremacia ecológica

O Richard D. Alexander, nascido em 1929, professor emérito da Universidade de Michigan e um dos meus ídolos intelectuais, disponibilizou na internet suas principais publicações (http://www.richarddalexander.com/). O Richard D. Alexander é um dos cofundadores da sociobiologia e autor da hipótese da supremacia ecológica para explicar a evolução humana. Seus principais livros de interesse psicológico são “Darwinism and human affairs” de 1979 e “Biology of moral systems” de 1985. Continuar lendo

Entrevista com Prof. Dr. Guilherme Wood

Por Annelise Júlio-Costaentrevista
Extraído da edição de setembro de 2013 do Boletim SBNp (Sociedade Brasileira de Neuropsicologia)

SBNp: Gostaria de começar agradecendo por nos conceder esta entrevista. Bom, você iniciou sua caminhada dentro da neuropsicologia na UFMG e após o mestrado foi para Europa. Gostaria que você contasse um pouco sobre como formação e trajetória nessa área e também o que te fez escolhê-la. Continuar lendo

A etiologia dos transtornos de aprendizagem é multifatorial: consequências para as políticas públicas

Extraído da edição de novembro de 2012 do Boletim SBNp (Sociedade Brasileira de Neuropsicologia)

No primeiro semestre de 2008 iniciamos um projeto de pesquisa sobre as características cognitivas e genético-moleculares dos transtornos de aprendizagem da matemática. Ao longo do projeto identificamos crianças com dificuldades de aprendizagem da matemática em uma amostra demograficamente representativa, procurando correlacionar marcadores genéticos com características neuropsicológicas. Ao iniciarmos o treinamento dos colaboradores do projeto, os alunos nos perguntavam como é que poderíamos saber se as dificuldades de aprendizagem eram mesmo de origem constitucional, não sendo atribuíveis apenas à carência sócio-cultural. Continuar lendo

Correlatos genéticos da inteligência em leucócitos? A inteligência em toda parte

Extraído da edição de outubro de 2012 do Boletim SBNp (Sociedade Brasileira de Neuropsicologia)

A inteligência é o construto psicológico de maior sucesso. O começo foi modesto. Inicialmente os testes de inteligência serviam apenas para discriminar entre as crianças que se beneficiariam mais e as que não se beneficiariam tanto de técnicas instrucionais convencionais. Durante muitos anos, a falta de embasamento teórico obrigou os pesquisadores a ouvirem a piadinha de Edwin Boring: “a inteligência é aquilo que os testes de inteligência medem” (Boring, 1923, cit. in Richardson, 2002, p. 284). Continuar lendo

O neuropsicólogo é um neurocientista

Extraído da edição de fevereiro de 2012 do Boletim SBNp (Sociedade Brasileira de Neuropsicologia)

brainAté alguns anos atrás era prática comum entre os psicólogos aplicarem o Teste Gestáltico Visomotor de Bender (Koppitz, 1989) e encaminhar o paciente ao neurologista quando o desempenho se caracterizava por um número excessivo de “indicadores de organicidade”. Tal prática pode ser tomada como ilustrativa de uma negligência profunda da estrutura anátomo-funcional do cérebro. Continuar lendo

A Neuropsicologia no conflito das faculdades

Extraído da edição de dezembro de 2011 do Boletim SBNp (Sociedade Brasileira de Neuropsicologia)

faculO estudo psicológico da criatividade científica tem mostrado como em muitos casos as descobertas originais e mudanças de paradigma dependem de um longo período de gestação no qual evidências oriundas de diversas disciplinas são integradas, múltiplas hipóteses e modelos concorrentes são gerados e testados, sendo retidos aqueles que resistem ao teste de hipóteses (Simonton, 2002). O caso de Charles Darwin e da teoria da evolução por seleção natural é emblemático, conforme investigado por Gruber (Gruber & Wallace, 2001). Continuar lendo