Habilidades numéricas em crianças com deficiência intelectual

As habilidades numéricas básicas, como contar conjuntos, entender o valor do dinheiro e resolver problemas aritméticos simples são essenciais para viver independentemente. No entanto, ainda é um tema pouco explorado no campo das deficiências intelectuais.
Há evidências de que, somando a prevalência de deficiência intelectual em síndromes e a prevalência de deficiência intelectual sem uma etiologia conhecida, há um contingente grande de pessoas que precisam de assistência multidisciplinar, constituindo um problema de saúde pública. Continuar lendo

Fatos que você não viu na escola e pode aprender com os iletrados

Iletrados são pessoas que por alguma razão não foram alfabetizados e não frequentaram a escola na idade certa. Certamente você já conheceu alguém nesta situação. A alfabetização é atualmente uma prioridade mundial e diversos programas têm sido desenvolvidos em caráter universal a fim de evitar a evasão escolar e diminuir as taxas de analfabetismo. Todavia o Brasil, infelizmente ainda tem um longo percurso a atravessar para diminuir esta taxa, principalmente em adultos. Segundo dados da Unesco Institute for Statistics (UIS,2013) o nosso país é o 8º no ranking mundial de analfabetismo, tendo no ano de 2012 8,7% da população acima de 15 anos nesta situação. Continuar lendo

Crianças e numerosidade: o equívoco de Piaget

Jean Piaget foi um pesquisador suíço que contribuiu amplamente para o estudo do desenvolvimento cognitivo humano (The Biography). Em sua teoria, o desenvolvimento humano foi dividido em quatro estágios: (1) sensório-motor; (2) pré-operacional; (3) operacional concreto; e, por fim, (4) operacional formal. Um dos motivadores de seu estudo sobre o desenvolvimento humano foi o nascimento de seus filhos, os quais foram sujeitos de várias de suas observações científicas. Continuar lendo