Cegos apresentam melhor estimação numérica do que os que enxergam?

É comum ouvir que cegos desenvolvem mecanismos compensatórios para a realização de tarefas cotidianas. Ou seja, esses indivíduos desenvolvem melhor algumas habilidades sensoriais, em especial proprioceptivas, do que aqueles que enxergam, por causa da deficiência visual. Alguns estudos apontam que a privação visual precoce influencia processos cognitivos aprendidos após o nascimento, como atenção visuoespacial (Collignon et al., 2006; Röder, Rösler, & Neville, 1999 apud Castronovo & Seron, 2007).
Continuar lendo

Anúncios