A importância da consciência fonêmica nas habilidades de transcodificação numérica: resenha do artigo “Consciência fonêmica como um caminho para transcodificação numérica” (Lopes-Silva et al., 2014)

A habilidade de ler e escrever os números é necessária no nosso dia a dia e representa uma das bases para a aprendizagem de habilidades numéricas mais complexas. Entender as relações entre as representações verbais e arábicas dos números e ser capaz de converter uma notação numérica em outra (2=dois e vice-versa) pode ser definido como transcodificação numérica. Continuar lendo

Anúncios

Paulo Freire e a aprendizagem: transferir conhecimento ou fazer propaganda política?

“Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.” Paulo Freire

O terceiro autor mais citado do google acadêmico no campo das ciências humanas (Montesanti, 2016) e também patrono da educação brasileira empresta seu nome a escolas, cursinhos, repartições públicas e bibliotecas na América Latina e ao redor do mundo. Detentor de dezenas de títulos Doutor Honoris Causa, Paulo Freire é sem dúvida o pedagogo brasileiro que mais conseguiu atrair atenção para fora do território nacional. Seus livros são constantemente tratados como exemplos a serem seguidos por educadores, desde a infância até a vida universitária.
Continuar lendo

Transtorno Não Verbal de Aprendizagem

O Transtorno Não Verbal de Aprendizagem (TNVA) é caracterizado por psicólogos como um déficit nas habilidades motoras finas, nas percepções visual, espacial e tátil e no raciocínio abstrato.  É comum que ele esteja relacionado a problemas de equilíbrio, dificuldades em distinguir direita e esquerda e déficits de “memória visual de curto e longo prazo e dificuldades de entender conceitos como tempo, distancia e velocidade” (MAMEN, 2002). O transtorno é diagnosticado em uma a cada 10 pessoas com problemas de aprendizagem e afeta igualmente homens e mulheres (THOMPSON, 1996). Continuar lendo

O uso dos dedos e as habilidades matemáticas em crianças com paralisia cerebral hemiplégica

A teoria da cognição corporificada sugere que as representações mentais, abstratas, se apoiam nos sistemas corporais, seja sensorial ou motor. Essa perspectiva nos ajuda a entender sobre a hipótese conhecida como “manumerical cognition” que afirma que o uso dos dedos durante a infância auxilia na compreensão dos números, na aprendizagem das quantidades, de suas propriedades (cardinalidade e sequenciamento) e também na execução das operações aritméticas. Continuar lendo

Dificuldades de aprendizagem da matemática e memória de trabalho

As dificuldades de aprendizagem da matemática (DAM) consistem em uma condição que altera a aquisição das habilidades aritméticas. É um déficit de aprendizagem no qual a criança tem dificuldades persistentes na matemática (Butterworth, 2005 apud Haase et al., 2012). Indivíduos com DAM podem ter dificuldade em compreender conceitos numéricos simples, bem como em ter uma compreensão intuitiva de número. Além disso, podem ter problemas para aprender fatos aritméticos e procedimentos matemáticos em geral. Ainda que eles produzam uma resposta correta ou usem o método correto, podem fazê-lo mecanicamente e sem confiança (Butterworth, 2005; Geary, 2005 apud Haase et al., 2012). Continuar lendo

“Garotos-problema”: sintomas, causas e prognóstico do Transtorno Desafiador de Oposição

“Toda semana, todo dia vai bilhete no caderno dele pra mim, por mau comportamento, que Tiago fez, que Tiago aconteceu… Ontem mesmo eu falei: Tiago, eu já não aguento mais… Sinceramente, tem horas que dá vontade de tirar ele do colégio; que eu tenho mil e um problemas, eu tenho que pensar pra cinco [referindo-se aos cinco filhos], não é só por ele.”

Mãe de Tiago, 8 anos, criança com sintomas de comportamento agressivo e transgressor (Pesce, Assis, & Avanci, 2008). Continuar lendo