Cegos apresentam melhor estimação numérica do que os que enxergam?

É comum ouvir que cegos desenvolvem mecanismos compensatórios para a realização de tarefas cotidianas. Ou seja, esses indivíduos desenvolvem melhor algumas habilidades sensoriais, em especial proprioceptivas, do que aqueles que enxergam, por causa da deficiência visual. Alguns estudos apontam que a privação visual precoce influencia processos cognitivos aprendidos após o nascimento, como atenção visuoespacial (Collignon et al., 2006; Röder, Rösler, & Neville, 1999 apud Castronovo & Seron, 2007).
Continuar lendo

Anúncios

Curso Dislexia do Desenvolvimento

A Dislexia é um transtorno de aprendizagem que atinge 5% das crianças e adultos. Ela se caracteriza por dificuldade de soletração, na decodificação de palavras e lentidão ao ler e escrever. Conhecer este transtorno e tratá-lo é importante para o desenvolvimento das habilidades acadêmicas das crianças.

Como o assunto importante que é, temos a prazer de anunciar o curso: Dislexia do Desenvolvimento!

As inscrições poderão ser realizadas no site da Fundep neste link.

curso-dislexia-2017-04

Transtorno Não Verbal de Aprendizagem

O Transtorno Não Verbal de Aprendizagem (TNVA) é caracterizado por psicólogos como um déficit nas habilidades motoras finas, nas percepções visual, espacial e tátil e no raciocínio abstrato.  É comum que ele esteja relacionado a problemas de equilíbrio, dificuldades em distinguir direita e esquerda e déficits de “memória visual de curto e longo prazo e dificuldades de entender conceitos como tempo, distancia e velocidade” (MAMEN, 2002). O transtorno é diagnosticado em uma a cada 10 pessoas com problemas de aprendizagem e afeta igualmente homens e mulheres (THOMPSON, 1996). Continuar lendo

O uso dos dedos e as habilidades matemáticas em crianças com paralisia cerebral hemiplégica

A teoria da cognição corporificada sugere que as representações mentais, abstratas, se apoiam nos sistemas corporais, seja sensorial ou motor. Essa perspectiva nos ajuda a entender sobre a hipótese conhecida como “manumerical cognition” que afirma que o uso dos dedos durante a infância auxilia na compreensão dos números, na aprendizagem das quantidades, de suas propriedades (cardinalidade e sequenciamento) e também na execução das operações aritméticas. Continuar lendo

Dificuldades de aprendizagem da matemática e memória de trabalho

As dificuldades de aprendizagem da matemática (DAM) consistem em uma condição que altera a aquisição das habilidades aritméticas. É um déficit de aprendizagem no qual a criança tem dificuldades persistentes na matemática (Butterworth, 2005 apud Haase et al., 2012). Indivíduos com DAM podem ter dificuldade em compreender conceitos numéricos simples, bem como em ter uma compreensão intuitiva de número. Além disso, podem ter problemas para aprender fatos aritméticos e procedimentos matemáticos em geral. Ainda que eles produzam uma resposta correta ou usem o método correto, podem fazê-lo mecanicamente e sem confiança (Butterworth, 2005; Geary, 2005 apud Haase et al., 2012). Continuar lendo

“Garotos-problema”: sintomas, causas e prognóstico do Transtorno Desafiador de Oposição

“Toda semana, todo dia vai bilhete no caderno dele pra mim, por mau comportamento, que Tiago fez, que Tiago aconteceu… Ontem mesmo eu falei: Tiago, eu já não aguento mais… Sinceramente, tem horas que dá vontade de tirar ele do colégio; que eu tenho mil e um problemas, eu tenho que pensar pra cinco [referindo-se aos cinco filhos], não é só por ele.”

Mãe de Tiago, 8 anos, criança com sintomas de comportamento agressivo e transgressor (Pesce, Assis, & Avanci, 2008). Continuar lendo